Industria inteligente

Indústrias Inteligentes: saiba como melhorar os processos da cadeia produtiva

A indústria é um setor que exige alta performance nos processos para que a sua cadeia funcione como se deve, isso quer dizer que, além de mão de obra qualificada, máquinas conectadas e tecnologias avançadas são fundamentais para o processo de indústrias inteligentes

Fábricas inteligentes possuem algumas características básicas:

  • responsivas
  • flexíveis 
  • conectadas.

Trouxemos neste artigo as principais tecnologias e tendências para o setor, vamos lá?

Dentro dos processos produtivos, as fábricas inteligentes incluem ferramentas tecnológicas, robôs, sensores e automatizações. Não vamos ver mais operações lineares e sim processos abertos, inteligentes, compartilhados e com alta capacidade de adaptação. 

Fábricas e indústrias inteligentes compartilham parte de sua capacidade produtiva ociosa com outras empresas e envolvidos, assim, aproveitam para gerar mais lucro.

Um grande desafio ainda é a cadeia de suprimento, dentro do conceito de fábrica/indústria inteligente, considera-se a cadeia de suprimentos digitalizada, que nada mais é do que a automação de tarefas com soluções inovadoras operacionais.

É necessário na cadeia de suprimentos digitalizada um software de gestão capaz de acompanhar as novas tecnologias implantadas como Internet das Coisas, Robótica Avançada e AI.Com a cadeia de suprimentos digitalizada, a entrega fica mais rápida, eficiente, gera maior resultado e satisfação do cliente.

Vamos falar abaixo sobre cada uma das tecnologias que estão/estarão presentes no segmento e podem ser as grandes responsáveis por resultados extraordinários.


IIoT (Industrial Internet of Things)

A Internet das coisas é uma realidade e provavelmente você que nos lê já a utiliza em alguns equipamentos, ela nada mais é do que a interconexão digital de objetos com a internet. Ou seja, a uma rede de objetos físicos capaz de reunir e de transmitir dados.

Em paralelo a essa realidade, temos a IIOT, a mesma aplicação acima porém no universo da indústria, desenvolvendo maquinário ainda mais poderoso que consegue rastrear processos, executar com mais inteligência, realizar um trabalho articulado e movimentar funções dentro do segmento.


Robótica (Cobots)

Já é o cenário principal das indústrias, atuar com robôs na execução das atividades e produção em cadeia, essa tecnologia vem avançando para dinâmicas ainda mais intensas.

Robôs nas fábricas trazem mais agilidade e eficiência. Outro fator importante a ser  mencionado é a segurança no ambiente de trabalho, tirando colaboradores de atividades de risco e substituindo por máquinas, esses operadores podem executar funções estratégicas e de supervisão.

A utilização de robôs se concentra em três principais indústrias: automotiva, eletroeletrônica e metal/máquinas.

O inovador e interessante de se observar são os robôs colaborativos, a Federação Internacional de Robótica já fala sobre essa realidade, esses são desenvolvidos para atuar de forma colaborativa não só ao lados dos humanos, mas também com troca de informações e estratégias entre empresas, ainda é um pequeno mercado mas já com grandes expectativas.

Aliado aos robôs colaborativos, o Machine Learning acelera ainda mais os resultados, levando mais inteligência as tecnologias, onde elas aprendem por tentativa e erro através de demonstrações em vídeo, além de informações compartilhadas por máquinas para potencializar todo o processo.


Bots Digitais

Atuando juntamente com hardwares e todo o investimento em maquinário e inteligência, bots digitais são grandes aliados na execução de inúmeras atividades, na indústria eles são efetivos em toda a cadeia, inclusive na ponta.

Bots digitais podem executar diversos tipos de atividades, desde as mais simples e que envolvem processos repetitivos e que não possuem valor agregado, aqui neste segmento podemos citar relatórios em diversos setores, preenchimento de escalas, auditoria e tabulação de produtos e SKUs, como evoluírem para auxiliar em processos que exigem capacidade de cálculo, comparação, roteirização e alta performance.


Benefícios das Tecnologias para o setor

Mas e quais são os principais benefícios em implementar novas tecnologias e avançar no uso de Inteligência artificial para a Indústria? Listamos abaixo alguns: 

> Principais ganhos  

  • Análise de Dados: tecnologias embutidas nas máquinas ajudam na coleta de dados, permitindo uma análise mais inteligente, rápida e precisa sobre a produção, esses dados detectam fatores internos e externos e realizam um diagnóstico completo do processo.
  • Tempo: prever problemas potenciais e apontar falhas na produção é uma arma poderosa, lutar contra o tempo na detecção e correção, isso gera resultado de ponta a ponta.
  • Gestão do Estoque: esse talvez seja um ponto chave no investimento em tecnologias inteligentes, elas  conseguem mapear e gerir a produção x demanda, comportamentos repetitivos, vencimentos, cadeia de vida do produto, melhores práticas no transporte e muito mais, fatores que impactam diretamente no custo, orçamento, produtividade de funcionários do setor e desperdícios. 
  • Maior Eficiência: com os dados em mãos, podendo controlar o tempo a seu favor, acelerar a produção, os processos, gerir o estoque, a eficiência é algo que surge naturalmente e será sentido quando os colaboradores deixarem de trabalhar dobrado, a gestão conseguir relatórios mais eficientes e menos desgaste com a operação e o cliente final ficar ainda mais satisfeito com as entregas. 


Cenário Promissor

A expectativa é que a indústria e as tecnologias para esse segmento continuam em plena ascensão, assim como foi nos últimos dois anos, a aposta em novos robôs e inteligência artificial cresceu e deu resultado.

Ficou com alguma dúvida sobre novas tecnologias? Quer saber mais sobre Inteligência Artificial e como ela te ajuda a alavancar os resultados em toda a sua cadeia? Fale conosco, conheça a Meg e transforme a sua empresa.

Tags: No tags
0

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *