inteligencia-artificial-na-saude

Inteligência Artificial na Saúde: como reduzir custos e aumentar a eficiência

Os desafios que permeiam o segmento da saúde são muitos, com alta demanda, custos nas alturas e processos que precisam ser gerenciados de forma precisa, além da mão de obra que é um caso à parte.

Como se sobressair e ter uma operação eficiente reduzindo custos?

Se você está por aqui, com certeza conhece ou vive essa realidade e a primeira coisa que a grande maioria pensa quando se fala em uma reforma estrutural visando alta performance no setor é o aumento do investimento, pense nisso dentro de um cenário que já não anda bem? Complicado né, quase impossível. Mas essa é a perspectiva simplista, existem soluções inteligentes e vamos falar sobre elas.

Primeiro, vamos ver quais são os principais desafios das empresas na área da saúde que impactam na busca pela alta performance com baixo custo.

Gestão de Estoque e Fluxo de Materiais (GCD Gestão da Cadeia de Suprimentos

A inoperância de tecnologias empregadas, o grande número de stakeholders envolvidos e o dinamismo dos ambientes interno e externo colaboram para o desafio deste tópico.

Em hospitais, há peculiaridades que tornam essa gestão da cadeia de suprimentos ainda mais complexa. Sendo o foco principal dos profissionais de saúde a recuperação rápida dos pacientes, normalmente os investimentos das instituições de saúde voltam-se para adoção de novas tecnologias e técnicas associadas ao contexto médico/científico, ficando o investimento na evolução dos processos em segundo plano. 

Estudos apontam:

  • Os custos da cadeia de suprimentos representam mais de um terço das despesas cirurgias;
  • Falta estratégias de suprimentos para subprocessos dentro dos departamentos;
  • O baixo ou quase nulo investimento em tecnologia apropriada para organização e execução dos processos;
  • Não existe integração eficiente entre as áreas que colaborem com o desempenho;
  • Processos e controles invisíveis, além de quase nenhuma automação de atividades, o que configura uma cadeia ainda imatura.

Essa é uma realidade para você? Calma que tem jeito, mais a frente vamos explicar como fugir desse cenário!

Alta demanda X mão de obra ineficiente no atendimento

Talvez aqui um ponto que atinge vários setores e diretamente a ponta da cadeia: o cliente, portanto, precisa ser o principal foco da gestão. Não precisamos explicar nesse artigo que na era digital, o cliente precisa ser conquistado e se tornar fã da sua empresa, isso você já sabe, correto? Assim, a área da saúde precisa se reformular para que o atendimento deixe de ser um pesadelo para todos os envolvidos. Mas como?

O que se vê são profissionais pouco treinados, com pontos cegos quando se trata de visão 360 e cultura organizacional, e isso é logo percebido por todos e impacta nos processos internos. O RH tem um desafio enorme que é aliar profissionais excelentes, com integração dentro de suas funções e cabe aos gestores, otimizar esse capital humano executando tarefas de alto valor agregado, enxugando ou resolvendo de forma inteligente, as tarefas que podem ser executadas de outra forma.

Quais os benefícios disso? Profissionais focados + execução com maior disciplina + tarefas específicas + constância + redução de falhas humanas com tecnologias de alta performance = + RESULTADOS e Cliente Satisfeito! 

Chegou a hora, vamos ver como essa tal Inteligência Artificial pode ajudar com todas essas dificuldades listadas acima e trazer resultados surpreendentes. 

Inteligência Artificial, transformando a realidade!

Falar de inteligência artificial na saúde é uma tarefa complicada, não por ser difícil, mas por ser tão ampla e ter tantas abordagens que poderíamos escrever pelo menos 3 artigos diferentes. Mas vamos ao tópico deste artigo, redução de custos e aumento da eficiência nos processos. 

Vamos destacar:

  • Os cuidados com o cliente
  • Capital intelectual, colaboradores motivados
  • Reduzindo Custos

Cuidar bem do cliente é cuidar bem da instituição

A experiência dos paciente precisa ser entendida como prioridade para gerar laços entre clientes e empresa, assim, a tecnologia pode agregar em vários aspectos.

  • Sistema de agendamento inteligente, com análise de banco de dados, frequência, histórico e lembretes;
  • Menor tempo de espera com cadastros antecipados e impacto na triagem;
  • Prontuário eletrônico, cruzando informações e permitindo abordagem específica, rápida, assertiva e inteligente.
  • Entrega de resultados parametrizadas, em casos de laboratórios, com análises anteriores e comparativos e sugestões.

Capital Intelectual, colaboradores motivados

Investir em inteligência artificial para executar certos processos é na verdade um ganho para todas as partes envolvidas, para os colaboradores, indo de encontro ao que muitos pensam, a tecnologia agrega e muito tirando deles atividades que não agregam valor.

Aumentando a Eficiência: o que você precisa entender:

Existem atividades com alto grau de complexidade, que necessitam de colaboradores extremamente preparados e focados, e que também concentram um investimento maior além de cuidados especiais, nestes casos, a IA (inteligência artificial) entra justamente para descentralizar as informações, colaborando com a execução e deixando esses profissionais ainda mais estratégicos dentro da empresa, levando alta precisão nas entregas. 

Atividades com médio valor agregado, processos que exigem atenção da gestão mas não necessariamente de profissionais técnicos específicos, geralmente nesse escopo entra muito retrabalho, a linha entre gestao e operacional se torna ainda mais tênue e o custo então é dobrado, além dos custos indiretos ocasionados pelos atrasos e falhas. Aqui, robôs e inteligência artificial conseguem executar padrões com maior eficiência, sem a necessidade de intervenção na operação, entregando constância e resultados, a gestão volta ao seu papel estratégico e os colaboradores encontram na tecnologia um aliado , podendo focar em outras atividades com maior valor agregado.

Atividades sem nenhum valor agregado, nesse cenário, não há a necessidade de um colaborador executando atividades morosas, repetitiva e que tem um alto custo para a empresa, pois não gera retorno, apenas despesas. Tarefas que podem ser executadas por bots, como: preenchimento de planilhas, relatórios, cruzamento de informações, banco de dados digitais, ctrl c + ctrl v em arquivos digitais e acessos a sites de terceiros para buscar informações.

Reduzindo Custos

A entrada de tecnologia de alta performance não significa investimento alto, muito pelo contrário, a percepção de valor está justamente nas entregas e otimizações que essas causam.

Importante a ajuda de profissionais capacitados para diagnosticar junto às empresas os gargalos nos processos e onde a Inteligência Artificial entra com maior valor agregado, substituindo processos de alto custo e pouco retorno. Se trata de uma cadeia, assim, o reflexo de uma execução de qualidade é visto e sentido em todos os quadrantes, para impactar lá na ponta, os ajustes precisam ser feitos pelo caminho.

Enxugar, enxugar e enxugar é o segredo para reduzir os custos! Processos demais em executores errados, causam prejuízo, e não é só financeiro viu, atrasos nas entregas também.

Recapitulando

Poderíamos falar sobre como a Inteligência Artificial pode atuar nos diagnósticos avançados, descobertas precoces, métodos alternativos, tutoriais de alta performance clínica, banco globalizado.

O fundamental é o uso da inteligência artificial aliada a processos bem definidos e pessoas capacitadas de forma estratégica, não mais em tarefas com baixo ou nenhum valor agregado, assim, potencializam-se os resultados gerados e ganhos tanto para a instituição – que ganha rentabilidade e eficiência, para os profissionais que passam a ter funções relevantes e desafiadoras e claro, os clientes que sentem a diferença lá na ponta – e o país, porque não? – com uma iniciativa privada no setor habilitada a fazer a diferença para a população e se tornar referência, gerando especulação, investimento e ajuda. 

Gostou desse artigo? Então assine a nossa newsletter e continue nos acompanhando.

Tags: No tags
0

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *